estrutura do mercado financeiro

Mercado Financeiro — Entenda Como É A Estrutura

Não sabe como funciona a estrutura do mercado financeiro? Veja neste artigo!

O mercado financeiro envolve diversos aspectos da economia e reúne um conjunto de instituições, permitindo a negociação de produtos da área, como fundos de investimento e títulos públicos. 

No entanto, a estrutura desse mercado é relativamente complexa e é dividida em diferentes segmentos, como monetário, de câmbio, de capitais e de crédito. 

Para saber como funciona cada um deles, continue lendo este artigo e conheça mais detalhes sobre o universo das finanças. 

O que é mercado financeiro?

O mercado financeiro é definido como um ambiente de compra e venda de valores mobiliários, ou seja, ações, títulos, moedas, ouros ou produtos agrícolas. 

Estão envolvidas diversas instituições que facilitam as negociações e o encontro dos agentes para regularizar e fiscalizar as transações. 

Além disso, para que os acordos sejam fechados, é necessário também a ligação de outras figuras, que são de extrema importância para a negociação dos produtos financeiros. São eles:

  • investidores: são aquelas pessoas que dispõem o dinheiro para os intermediários, como bancos e corretores, com o desejo de multiplicá-lo;
  • tomadores: são aqueles que precisam de mais dinheiro do que possuem, ou seja, as pessoas que precisam pegar empréstimos com terceiros;
  • intermediários: são considerados os principais elementos do universo financeiro. São eles que intermedeiam o relacionamento entre os investidores e tomadores, como bancos, corretoras, financeiras de créditos, entre outros. 

Na prática, o mercado financeiro funciona como uma cadeia de suprimentos. O investidor procura o banco e investe parte do seu dinheiro em um produto financeiro.

Enquanto isso, o tomador procura o mesmo banco e solicita um empréstimo. Para finalizar, o banco empresta esse valor cobrando um acréscimo superior à taxa de remuneração do investidor. 

Todo esse processo é realizado de maneira segura, sendo viabilizado e fiscalizado pelos agentes da SFN (Sistema Financeiro Nacional).

Para que serve o SFN?

O SFN (Sistema Financeiro Nacional) serve para viabilizar as intermediações financeiras. Resumidamente, ele possibilita que as negociações entre os tomadores, investidores e intermediários sejam regularizadas e fiscalizadas por instituições financeiras. 

Existem três tipos de agentes no SFN, sendo eles: normativos, supervisores e operadores. Conheça a característica de cada um deles:

  1. normativos: tem como principal objetivo proporcionar maior segurança para as intermediações monetárias. São eles que determinam as regras para o mercado financeiro em geral, como Conselho Monetário Nacional (CMN) e o Conselho Nacional de Seguros Privados (CNSP);
  2. supervisores: esses agentes trabalham em função do anterior, garantindo que todos os integrantes do SFN cumpram as determinações dos agentes normativos, como Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e Superintendência Nacional de Previdência Complementar (PREVIC);
  3. operadores: são responsáveis pelas transações financeiras em si, lidando com o público. Entre os principais agentes operadores estão: bancos, administradores de consórcio, cooperativas de créditos, entre outros. 

Qual a estrutura do mercado financeiro?

O mercado financeiro é composto por subdivisões que possibilitam um melhor entendimento desse segmento. Conheça os detalhes a seguir:

Mercado monetário

O mercado monetário é responsável por cuidar do dinheiro que está em circulação no país. Ele garante a liquidez, flexibilidade e segurança do sistema financeiro. 

Sendo assim, o Banco Central executa a política monetária, utilizando as taxas de juros para ter mais controle do dinheiro que está em circulação. 

As principais transações realizadas no mercado monetário são os empréstimos e as compras de títulos públicos.

Mercado de câmbio

O mercado de câmbio é o que movimenta moedas estrangeiras no país. Ele está relacionado com dois tipos de segmentos: o primário — operações de exportações, importações, entradas e saídas financeiras — e o interbancário, onde só operam agentes autorizados pelo Banco Central do Brasil. 

Os participantes desse mercado são o próprio Banco Central, fundos de investimentos locais ou corretoras de câmbio. 

Mercado de créditos

No mercado de créditos também acontece a movimentação de dinheiro. No entanto, esse recurso tem origem nas operações de crédito realizadas entre instituições financeiras e clientes. 

O mercado de créditos tem como principal objetivo atender as necessidades das empresas e dos clientes que precisam de dinheiro, a curto, médio e longo prazo. 

Mercado de capitais

O mercado de capitais funciona como um ambiente onde as empresas captam recursos de investidores ao negociarem seus títulos, ou seja, são realizadas compras e vendas dos valores mobiliários. 

Esse mercado aproxima as pessoas ou empresas que precisam de dinheiro daquelas que possuem recursos suficientes para emprestar esses valores. 

Essa negociação favorece a economia do país e contribui para alavancar os rendimentos dentro de uma diversificada carteira de investimentos. 

Agora que você já sabe como funciona a estrutura do mercado financeiro, é importante saber como investir em fundos imobiliários e ter ainda mais conhecimento sobre o universo das finanças!

Gostou ? Que tal compartilhar com os amigos ....

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram

Deixe aqui seu comentário ...

Assine nossa newsletter
com conteúdo exclusivo.