Como Trabalhar Em Banco? Tudo Que Você Precisa Saber

Como Trabalhar Em Banco? Tudo Que Você Precisa Saber

Quer trabalhar em banco? Esse é o sonho de muita gente por conta dos altos salários e da estabilidade. Veja, neste artigo, tudo o que precisa saber para conseguir a sua vaga.

A carreira bancária é muito cobiçada por diversas pessoas, afinal, ela oferece estabilidade, possibilidade de crescimento e altos salários. Se você quer saber como trabalhar em banco, continue lendo este artigo. 

Nele, você vai ver:

  • como trabalhar em banco (públicos x privados);
  • o que precisa para trabalhar em banco;
  • como se preparar para o trabalho. 

Como trabalhar em banco?

Existem duas formas de como trabalhar em banco:

  • por concurso, no caso das instituições públicas;
  • por currículo, no caso das instituições privadas. 

Os concursos públicos para bancos podem variar de acordo com o nível de formação e titulação do candidato. 

Nos bancos privados, normalmente, há um longo processo seletivo, que começa na avaliação de currículo, mas passa pelas etapas de entrevistas e testes técnicos práticos. 

Portanto, se você quer uma vaga assim, veja a seguir dicas para incrementar o currículo e conquistar os recrutadores. 

5 dicas para você que quer saber como trabalhar em banco

No caso dos bancos públicos, é importante se preparar para os concursos, além de cumprir as exigências dos editais de acordo com o seu nível de formação. Já nas instituições privadas, você vai precisar chamar atenção no currículo e impressionar nas entrevistas. 

Veja dicas de como trabalhar em banco:

1. Tenha facilidade com números e finanças

Trabalhando em um banco, toda a sua rotina produtiva será cercada por números e guiada por informações do mercado financeiro. Esse cenário, que para muitos é um pesadelo, tem que ser, no mínimo, confortável para você. Por isso, é ideal que você tenha facilidade com cálculos e operações, bem como interesse no assunto.  

Busque se atualizar constantemente e procure formas de otimizar o seu trabalho. Por exemplo, uma das ferramentas que são mais utilizadas em um banco são as planilhas do Excel — que além de promoverem mais organização, facilitam os cálculos. 

Mostrar que domina esses conhecimentos com certeza vai abrir muitas portas para você.

2. Domine técnicas de venda

Quando falamos de trabalhar em banco, o que primeiro vem à cabeça são os números e as operações financeiras diárias. Apesar desta ter sido a dica anterior, provavelmente já era algo que você imaginava e vinha se preparando. Mas essa parte técnica não é a única que importa. 

No dia a  dia bancário, você também vai precisar lidar com pessoas — os seus clientes —, por este motivo, é importante desenvolver suas habilidades interpessoais.

Estude sobre técnicas de venda focadas no mercado financeiro, uma vez que esse setor tem diversas particularidades — como o maior grau de desconfiança e racionalização da compra, que raramente é feita por impulso. 

É importante que você tenha esse conhecimento e demonstre no currículo e na hora da entrevista.

3. Reúna experiência

Em qualquer cargo, a experiência é vista com bons olhos. Mas, no mercado financeiro, essa valorização é ainda maior, uma vez que você vai lidar diretamente com algo que exige muita responsabilidade. 

Por isso, no seu currículo, dê destaque às experiências mais significativas que já teve nesse setor. Por exemplo, se já foi jovem aprendiz, estagiário ou trainee em alguma instituição financeira.  

Aproveitando também essas experiências passadas, veja se é possível que alguma das pessoas que trabalharam com você escreva uma carta de recomendação. 

4. Tenha inglês fluente

Dependendo do foco que você tem, é muito importante ter inglês fluente a fim de lidar com investidores estrangeiros. 

Esses são clientes muito comuns nos setores de private banking, que exigem investimentos mais altos. Por isso, é bom que o banco te veja como um candidato em potencial para expandir essa área. 

5. Tenha certificações

As certificações bancárias são uma das principais exigências para trabalhar em banco, principalmente se você deseja atuar em áreas específicas, como o private banking. Alguns desses certificados são exigidos por lei, outros, apesar de não serem obrigatórios, são um requisito das instituições. 

Isso porque eles não só garantem que o profissional é mais qualificado, como também confirmam que ele tem conhecimento técnico e ético sobre a função que desempenha. 

As certificações mais comuns e básicas, indicadas para profissionais que querem atuar nessa área, são:

  • CPA-10: Certificação Profissional ANBIMA – Série 10. É a de nível mais básico para quem deseja atuar na prospecção de clientes e venda de produtos de investimentos mais simples;
  • CPA-20: Certificação Profissional ANBIMA – Série 20. Indicada para profissionais que desejam atuar na venda de produtos nos segmentos de alta renda, como no private banking, corporate banking e investidores institucionais;
  • CEA: Certificação de Especialista em Investimentos ANBIMA. Tem um caráter mais completo, abrangendo as atividades da CPA-10 e da CPA-20.

De todas as dicas, essa última é, provavelmente, a mais importante, pois é uma condição para a contratação em muitas vagas. Sendo assim, faça o possível para se certificar logo. 

O Cursos Edgar Abreu tem curso preparatório para todas essas certificações. Somos a instituição que mais certifica no Brasil e damos acesso vitalício aos nossos conteúdos para você se atualizar constantemente. 

Conheça o Cursos do Edgar Abreu

Gostou ? Que tal compartilhar com os amigos ....

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on telegram
Telegram

Deixe aqui seu comentário ...

Assine nossa newsletter
com conteúdo exclusivo.